comentar
publicado por maria mendonça, em 21.10.10 às 13:19link do post | favorito

Ora vamos lá ver...

 

Louça afirma hoje, no JN,  que dinheiro injectado no BPN dava para tapar o buraco orçamental e o Público diz que o Governo ainda vai meter 400milhões no BPN até ao final da privatização...

 

O Governo vai continuar a insistir no erro, feito no passado e pagar com o nosso dinheiro?

 E agora, vão lá buscar o dinheiro injectado?
Como? Vendem o banco? Ninguém o quer. Nem os balcões, a retalho.
Deviam ter deixado o banco falir e seguir  as recomendações externas!

 

Solução: Os bancos têm apresentado sucessivos lucros nos seu relatórios. Então, há que ir buscar dinheiro onde existe, taxem os sucessivos lucros que a banca apresenta... fácil! 

Atenção: legislem de forma a que, a banca (como se prepara já) não faça reflectir essa taxa nos clientes.


comentar
publicado por maria mendonça, em 16.02.10 às 20:02link do post | favorito

Como pode uma pessoa que fez o que fez com o BPN e BPP, seguir para a vice-presidência do Banco Central Europeu?

Sempre afirmou que nada sabia das contas do  BPN, quando era a ele que lhe competia  fiscaliza-lo e pior que tudo, vai para o BCE, precisamente, com a função de supervisão e estabilidade financeira dos mercados. Áreas que são de uma enorme importância para prevenir novas crises através do reforço na vigilância do sector bancário. Será que só eu vejo a incongruência da escolha?

 


comentar
publicado por maria mendonça, em 19.11.09 às 22:38link do post | favorito

O Governo proibiu hoje a cobrança de taxas em operações realizadas no multibanco, tanto em depósitos, levantamento ou pagamento de serviços.

Já não chegava a banca ter sempre lucro desmesurado e andarem sempre atrás das comissões, que ainda queriam cobrar pelas operações dos nossos cartões....  

 

Mas é claro que há quem defenda que a banca é uma empresa como outra qualquer e que por isso a sua finalidade é a obtenção de lucros e que é legítimo cobrar os serviços que oferece e assim sendo,  o Governo interferiu num mercado que deveria ser livre.

Falta saber, para que servem afinal as empresas? Bem diz a canção, "Money make the world go round...", mas qual será a sua função primordial, será exclusivamente a obtenção de lucro? Ou terão um papel muito mais social, para  bem servir as pessoas? 

Se as empresas, já não serve para o nosso bem estar, então para que servem elas?

 

 


comentar
publicado por maria mendonça, em 29.10.09 às 23:34link do post | favorito

Moody`s reviu em baixa sector da banca em Portugal, num relatório a agência anunciou que as obrigações séniores de longo prazo do Banif, BCP, BES e CGD passaram de estável a negativo. fonte: Agência Financeira

 

 


subscrever feeds
pesquisar
 
Janeiro 2015
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3

4
5
6
7
8
9

11
12
13
14
15
16

18
20
21
22
23
24

25
26
28
29
30
31


mais sobre mim