comentar
publicado por maria mendonça, em 09.12.08 às 23:49link do post | favorito

 

O Ministério da Educação convocou as organizações da plataforma sindical para realizar uma reunião. Após os conflitos, ambas as partes concordaram  voltar a sentar-se à mesa das negociações para falar de “tudo”.

Só que, inicialmente era para ser dia 15 de Dezembro, depois já era amanhã e afinal é depois de amanhã dia 11.

Esta antecipação toda é de desconfiar, o que é que o ME terá debaixo da mesa para os professores?

Tanta pressa tem uma razão de ser, e deste Ministério não costuma vir nada de bom...

 


comentar
publicado por maria mendonça, em 05.12.08 às 23:35link do post | favorito

Às 20 horas Mário Nogueira diz que pela primeira vez, o Ministério da Educação (ME) aceitou negociar uma eventual suspensão do modelo de avaliação de desempenho.  (via Público)

 

E no site do Ministério da Educação podemos ler "Os sindicatos foram informados que o ME não suspenderá a avaliação de desempenho, que prossegue em todas as escolas nos termos em que tem vindo a ser desenvolvida."

 

Então, em que é que ficamos?? Será brincadeira?

Será que no fundo já vejo mais um memorando de entendimento??

 

 

 

 


comentar
publicado por maria mendonça, em 05.12.08 às 20:16link do post | favorito

A Plataforma Sindical dos Professores suspendeu hoje as greves regionais agendadas para a próxima semana, considerando que, pela primeira vez, o Ministério da Educação (ME) aceitou negociar uma eventual suspensão do modelo de avaliação de desempenho.

No dia 15 de Dezembro será realizada  uma reunião com o ME  "onde tudo estará em cima da mesa", nomeadamente a revisão do Estatuto da Carreira Docente (ECD). Perante a disponibilidade do ME, que, pela primeira vez, aceitou uma negociação onde não estão apenas as questões da avaliação mas outros aspectos do ECD, em nome da Plataforma suspendemos as greves regionais da próxima semana", afirmou Mário Nogueira. (via Público)

 

Tanto tempo para perdido com este assunto. Os erros deste Governo já vão longe demais, deixará marcas profundas.

Mas, será que estão mesmo dispostos a alterações? Ou isto é mais um maneira de adiar o problema e manter o "poleiro" atirando areia aos olhos de todos? Ai, os votos, as eleições,...

Vamos esperar para ver!

 

 


comentar
publicado por maria mendonça, em 04.12.08 às 17:36link do post | favorito

A ministra da Educação admitiu hoje estar disponível para alterar e até substituir o actual modelo de avaliação dos professores, mas apenas no próximo ano lectivo e desde que seja aplicado já este ano. "Uma vez iniciada este ano uma avaliação séria dos professores, estarei totalmente aberta à discussão de alterações a este modelo e até à sua substituição, mas em anos seguintes, não neste", disse Maria de Lurdes Rodrigues, no Parlamento. A ministra reiterou, ainda, a sua disponibilidade para avaliar e corrigir o modelo de avaliação proposto pelo Governo, "mas apenas depois de ser aplicado".
(notícia do Público)

 

Se já admite que vai corrigi-lo e substitui-lo porque é que insiste nele, parece birra de criança. Se errou, admita-o com dignidade.

 

Outra questão, esta equipa está mesmo agarrada ao poder. Já faz promessas para o próximo ano lectivo a ter lugar nos anos 2009/10. Será que já começou a campanha eleitoral e ninguém se deu conta? Mas quem foi que lhes disse que iram continuar?  Terão ido ao bruxo? Deve ter sido o  mesmo que ofereceu ao Primeiro aquele optimismo todo.

Que tal irem pensando em fazer as malas?


subscrever feeds
pesquisar
 
Janeiro 2015
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3

4
5
6
7
8
9

11
12
13
14
15
16

18
20
21
22
23
24

25
26
28
29
30
31


mais sobre mim