comentar
publicado por maria mendonça, em 05.12.08 às 23:35link do post | favorito

Às 20 horas Mário Nogueira diz que pela primeira vez, o Ministério da Educação (ME) aceitou negociar uma eventual suspensão do modelo de avaliação de desempenho.  (via Público)

 

E no site do Ministério da Educação podemos ler "Os sindicatos foram informados que o ME não suspenderá a avaliação de desempenho, que prossegue em todas as escolas nos termos em que tem vindo a ser desenvolvida."

 

Então, em que é que ficamos?? Será brincadeira?

Será que no fundo já vejo mais um memorando de entendimento??

 

 

 

 


comentar
publicado por maria mendonça, em 05.12.08 às 20:16link do post | favorito

A Plataforma Sindical dos Professores suspendeu hoje as greves regionais agendadas para a próxima semana, considerando que, pela primeira vez, o Ministério da Educação (ME) aceitou negociar uma eventual suspensão do modelo de avaliação de desempenho.

No dia 15 de Dezembro será realizada  uma reunião com o ME  "onde tudo estará em cima da mesa", nomeadamente a revisão do Estatuto da Carreira Docente (ECD). Perante a disponibilidade do ME, que, pela primeira vez, aceitou uma negociação onde não estão apenas as questões da avaliação mas outros aspectos do ECD, em nome da Plataforma suspendemos as greves regionais da próxima semana", afirmou Mário Nogueira. (via Público)

 

Tanto tempo para perdido com este assunto. Os erros deste Governo já vão longe demais, deixará marcas profundas.

Mas, será que estão mesmo dispostos a alterações? Ou isto é mais um maneira de adiar o problema e manter o "poleiro" atirando areia aos olhos de todos? Ai, os votos, as eleições,...

Vamos esperar para ver!

 

 


comentar
publicado por maria mendonça, em 05.12.08 às 16:55link do post | favorito

Leio hoje no JN, a suspensão da avaliação dos professores só não foi aprovada por faltas dos deputados das bancadas da oposição.

Vamos às contas dos faltosos.

O PSD tem 75 deputados, faltaram 30.

No CDS-PP faltaram 3  deputados, um dos quais não entrou na sala a tempo de participar na votação.

Do PCP faltou 1, mas que o partido informou estar doente.

Os Verdes têm 2 , mas faltou 1.

Do BE todos presentes.

Contas feitas faltaram 35 deputados, mas como o peso da maioria hoje estava reduzido a 101 votos, a proposta PSD, CDS-PP, PCP, BE e Verdes teria passado.

 

 

 Na Assembleia continua tudo na mesma, faltam sempre que lhes convém, deixando aqueles que deveriam representar pendurados. É a vergonha.  

Assim, se lhes aplicássemos o modelo de avaliação dos professores os faltosos já não teriam excelente, eu até duvido se teriam bom a avaliar pelas imagens da Assembleia sempre com cadeiras vazias.

Mas afinal para que servem tantos deputado? Não esquecer que somos todos nós que lhes pagamos o ordenado. Acho que temos que repensar o número de deputados e porque não reduzi-lo? 

 

 

Actualização

Manuela Ferreira Leite questinona Paulo Rangel no sentido de obter uma explicação para as faltas dos deputados do PSD. Em qualquer circunstância, não é nunca admissível que os deputados faltem àquilo que são as suas obrigações e responsabilidades. Como considero isso inadmissível, quis saber o que é se tinha passado e quais os deputados que se ausentaram, quando não se poderiam ter ausentado”, explicou a líder do PSD,  Para a responsável a situação é “inaceitável” e “não se pode tornar a repetir”.
 

 


subscrever feeds
pesquisar
 
Dezembro 2008
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5
6

7
8
9
12
13

14
17
18
20

21
22
23
24
25
26
27

28
29
30
31


mais sobre mim