comentar
publicado por maria mendonça, em 04.02.14 às 12:48link do post | favorito

Este tipo, antigo primeiro ministro, que deixou o país com um buraco financeiro enorme, com negócios ruinosos, "fugiu" para Paris e ainda se sente no direito de afirmar isto?

Como pode depois de tudo, vir opinar sobre a governação e a economia do país no canal público, pago com os meus impostos,  para mim é uma verdadeira ofensa!

 

 


comentar
publicado por maria mendonça, em 04.12.13 às 21:04link do post | favorito

Nelson Arraiolos, desempregado de 41 anos, avisou com antecedência que tencionava ir nesta quarta-feira a um supermercado e que saíria sem pagar um pacote de arroz. E foi com esse objectivo que se dirigiu a um espaço comercial na Rua 1.º de Dezembro, em Lisboa. Mas acabou por receber a oferta de um cabaz de Natal.

“O Pingo Doce fez mais uma manobra de charme aproveitando uma acção de resistência”, concluiu Rita Neves, uma  desempregada presente nesta acção simbólica de Nelson Arraiolos, o desempregado que em Setembro entregou uma carta ao Presidente da República comunicando que não pagaria mais impostos, por falta de condições financeiras. (no Público)

 

Grandes palavras, uma luta pela dignidade humana... porque em Portugal cada vez há mais miséria e pobreza, e não podemos virar a cara!

A culpa é inteiramente do  desgoverno que por cá andou, se tivessem deixado falir o banco BPN, teríamos mais um milhões para ajudar os desempregados. Protegeram os bancos e deixaram as famílias desprotegidas.....

 

 

 

 


comentar
publicado por maria mendonça, em 05.11.13 às 14:40link do post | favorito

O ministro da Educação afirmou que, para ser dispensada mais austeridade no Orçamento do Estado para 2014 e ainda pagar a dívida total do Estado, todos os portugueses teriam que "trabalhar um ano sem comer".

(ler a noticia)  in Jornal de Negócios



comentar
publicado por maria mendonça, em 26.11.10 às 00:44link do post | favorito

Os mais de 4800 funcionários do Hospital de São João, no Porto, vão passar a vestir Nuno Gama. O estilista desenhou novas fardas para o pessoal de todas as áreas funcionais desta unidade. A administração do maior hospital do Norte do país confirmou ontem o "segredo. Uma despesa que pode ultrapassar o milhão de euros. In Público

 

Por baixo já nem tanga temos, mas usamos fardas todas estilosas Nuno Gama. lol 


comentar
publicado por maria mendonça, em 21.10.10 às 23:25link do post | favorito

Governo equaciona tolerância de ponto em Lisboa a 19 de Novembro, o primeiro dia da Cimeira da NATO, diz o Público, então nós temos um buracão enorme e ainda vai haver pontes??

Dizem eles que é para facilitar as movimentações das comitivas e que até vem o Barak Obama. Ora essa, desde quando se deixou de trabalhar nas outras cidades por receberem a cimeira?  

 

Isso é que vai uma vida...


comentar
publicado por maria mendonça, em 21.10.10 às 13:19link do post | favorito

Ora vamos lá ver...

 

Louça afirma hoje, no JN,  que dinheiro injectado no BPN dava para tapar o buraco orçamental e o Público diz que o Governo ainda vai meter 400milhões no BPN até ao final da privatização...

 

O Governo vai continuar a insistir no erro, feito no passado e pagar com o nosso dinheiro?

 E agora, vão lá buscar o dinheiro injectado?
Como? Vendem o banco? Ninguém o quer. Nem os balcões, a retalho.
Deviam ter deixado o banco falir e seguir  as recomendações externas!

 

Solução: Os bancos têm apresentado sucessivos lucros nos seu relatórios. Então, há que ir buscar dinheiro onde existe, taxem os sucessivos lucros que a banca apresenta... fácil! 

Atenção: legislem de forma a que, a banca (como se prepara já) não faça reflectir essa taxa nos clientes.


comentar
publicado por maria mendonça, em 16.02.10 às 20:02link do post | favorito

Como pode uma pessoa que fez o que fez com o BPN e BPP, seguir para a vice-presidência do Banco Central Europeu?

Sempre afirmou que nada sabia das contas do  BPN, quando era a ele que lhe competia  fiscaliza-lo e pior que tudo, vai para o BCE, precisamente, com a função de supervisão e estabilidade financeira dos mercados. Áreas que são de uma enorme importância para prevenir novas crises através do reforço na vigilância do sector bancário. Será que só eu vejo a incongruência da escolha?

 


comentar
publicado por maria mendonça, em 19.11.09 às 22:38link do post | favorito

O Governo proibiu hoje a cobrança de taxas em operações realizadas no multibanco, tanto em depósitos, levantamento ou pagamento de serviços.

Já não chegava a banca ter sempre lucro desmesurado e andarem sempre atrás das comissões, que ainda queriam cobrar pelas operações dos nossos cartões....  

 

Mas é claro que há quem defenda que a banca é uma empresa como outra qualquer e que por isso a sua finalidade é a obtenção de lucros e que é legítimo cobrar os serviços que oferece e assim sendo,  o Governo interferiu num mercado que deveria ser livre.

Falta saber, para que servem afinal as empresas? Bem diz a canção, "Money make the world go round...", mas qual será a sua função primordial, será exclusivamente a obtenção de lucro? Ou terão um papel muito mais social, para  bem servir as pessoas? 

Se as empresas, já não serve para o nosso bem estar, então para que servem elas?

 

 


comentar
publicado por maria mendonça, em 29.10.09 às 23:34link do post | favorito

Moody`s reviu em baixa sector da banca em Portugal, num relatório a agência anunciou que as obrigações séniores de longo prazo do Banif, BCP, BES e CGD passaram de estável a negativo. fonte: Agência Financeira

 

 


comentar
publicado por maria mendonça, em 21.09.09 às 23:53link do post | favorito

Ora, ora... um programa sobre sondagens, até parece que andaram a ler o meu post.

Finalmente, não sou a única a pensar que com margens de erro de 3%, mais vale não afirmar nada e neste momento, está tudo em aberto.

 

Agora questiono-me, num país onde a "iliteracia matemática" é imensa, será que a maioria da população percebeu o que se falou sobre intervalos de confiança, a diferença entre sondagens e previsões e de que modo o resultado de uma sondagem pode influenciar o eleitorado? É que uma sondagem influência e até pode alterar a intenção de voto. É por este motivo que o  líder do CDS, Paulo Portas já veio defender a  proibição de resultados de sondagens durante a campanha eleitoral.

(Quando menciono iliteracia matemática, falo a todos os níveis de escolaridade, infelizmente existem muitos economistas e gestores de empresas que nem sabem como passaram a estatística e outros que ficaram pendurados com o canudo por causa desse "cadeirão".) 

 

 

Outra questão, durante o programa falaram que parte do população decide o voto na hora de colocar a cruzinha. Parece um pouco absurdo, uma decisão tão importante, que influência a vida dos outros, a nossa e a do país, e é decidido em cima do joelho, como um bom português, é sempre nas últimas... deve ser por isso que estamos neste estado.


pesquisar
 
Junho 2018
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2

3
4
5
6
7
8
9

10
11
12
13
14
15
16

17
18
19
20
21
22
23

24
25
26
27
28
29
30


mais sobre mim